ESTILOS de LIDERANÇA

1- INTRODUÇÃO – Liderança

Frases famosas
“O líder não nasce, faz-se”
“O Gestor faz as coisas bem, o Líder faz a coisa certa.”
“Os bons líderes são aqueles que fazem os seus liderados agirem como se tivessem ouvido um ‘chamado.”

LIDERANÇA É
A capacidade de transformar um grupo de pessoas numa equipa gera resultados.
A capacidade de guiar, motivar e influenciar os liderados de forma que todos trabalhem com entusiasmo e com um objectivo comum.

Liderança é uma ARTE que com paciência, persistência e rigor o pode tornar num LÍDER EFICAZ

Os líderes ajudam a si mesmos e os outros a fazer as coisas certas.
Eles definem a direção, construindo e mostrando uma visão inspiradora para algo novo. 

A liderança trata da capacidade de saber “onde está” e para “onde e como quer ir” 

Consegue isso através de:
Uma equipe que usa as suas habilidades de forma dinâmica, entusiástica e inspiradora.

 

2- ESTILOS e TIPOS de LIDERANÇA

Os Estilos de Liderança não servem apenas para descrevem o tipo de líder que se é, mas serve também para se saber adequar o estilo de liderança que é necessário em determinadas situações.

2.1- ESTILOS de LIDERANÇA

LIDERANÇA TRANSACIONAL
Estilo de liderança onde se espera que os liderados concordem em obedecer absolutamente ao líder porque são pagos para se esforçarem e obedecerem.
Assim, o líder tem o direito de “punir” os membros da equipa se o trabalho realizado não corresponder aos padrões pré-determinados.

Os membros da equipa pouco podem fazer para melhorar a satisfação com o emprego (realização profissional) sob este tipo de liderança.

A liderança transacional é mais usado em tarefas a curto prazo, com grandes limitações em termos de conhecimento ou de trabalho criativo, trazendo pouca satisfação aos liderados.

 

LIDERANÇA AUTOCRÁTICA
Estilo de liderança transacional mas de forma extrema.
O líder exerce um nível elevado de poder sobre os seus liderados que não têm muitas oportunidades para apresentar sugestões, mesmo que estas sejam do interesse da equipa ou da organização.

A maior parte das pessoas não gosta de ser tratada desta forma, levando-as a níveis muito elevados de absentismo e de insatisfação. 

Além disso, os resultados da equipa não recebem a criatividade e a experiência de todos os membros da equipa, pelo que se perdem muitos dos benefícios do trabalho de equipa.

No entanto, no caso de alguns trabalhos de rotina ou sem exigência de qualificações, este estilo pode ser eficaz, se as vantagens do controlo se sobrepuserem às desvantagens.

 

LIDERANÇA DEMOCRÁTICA
O Líder toma a decisão final, mas os liderados são incentivados a participar no processo de decisão. 
Ao envolver os liderados no que se está a passar a satisfação no trabalho vai aumentar bastante.

Quando todos se sentem responsáveis pelo seu “destino” a produtividade aumenta muito mais do que com as compensações financeiras.

 

LIDERANÇA TRANSFORMACIONAL
Uma pessoa com este estilo de liderança é um verdadeiro líder que inspira a equipa com uma visão partilhada do futuro.
Os líderes transformacionais são muito visíveis e passam muito tempo a comunicar. 
Não lideram necessariamente a partir da linha da frente, uma vez que tendem a delegar responsabilidades. 
Apesar de o entusiasmo ser contagiante, podem precisar de apoio de “pessoas de pormenores“.

Em muitas organizações, há uma necessidade quer de liderança transformacional e liderança transacional. 

Os líderes (ou gestores) transacionais certificam-se de que o trabalho de rotina é feito de forma fiável, enquanto que os líderes de transformação procuram iniciativas que acrescentam valor. 

Este estilo de liderança é, sem dúvida, o mais adequado a organizações dinâmicas e competitivas.

Como a participação demora o seu tempo, este estilo pode fazer com que os processos se desenrolem mais lentamente do que quando se recorre a uma abordagem autocrata.
Mas os resultados tendem a serem muito melhores. 

Liderança TRANSFORMACIONAL é o mais adequado quando o trabalho de equipa é essencial e quando a qualidade é mais importante do que a velocidade da produtividade.

 

LIDERANÇA CARISMÁTICA
Um estilo de liderança semelhante ao da liderança transformacional, onde o líder injeta grandes doses de entusiasmo no seu team e é muito motivador.
Mas, um líder carismático tem tendência de acreditar mais em si próprio do que no seu team.
Este líder corre sempre o grande risco de todo o trabalho e/ou até mesmo a organização cair se o líder sair.

A liderança carismática exige uma grande responsabilidade e um compromisso a longo prazo da parte do líder, porque para os seus liderados todo o sucesso depende da presença do seu líder.

 

LIDERANÇA LIBERAL ou LAISSEZ-FAIRE
Expressão francesa que significa “deixar andar” e é usada para descrever um líder que deixa os seus liderados prosseguir com o que fazem. 

Pode ser eficaz se o líder controlar os resultados e der conhecimento destes à equipa de forma regular. Normalmente, a liderança laissez-faire funciona em equipas onde os indivíduos têm muita experiência e espírito de iniciativa válido. 

Infelizmente, também pode resultar em situações em que os gestores não exercem controlo suficiente.

 

LIDERANÇA ORIENTADA PARA OS RELACIONAMENTOS
É um estilo de liderança que é o oposto da liderança virada para as tarefas: o líder está completamente concentrado na organização, apoio e desenvolvimento das pessoas que lidera.

Com um estilo participativo, tende a conseguir um bom trabalho de equipa e à colaboração criativa.
No entanto, se levado a extremos, pode resultar no fracasso dos objectivos da equipa.

Na prática, a maior parte dos líderes recorre aos dois estilos:
   Estilo orientado para as tarefas
   Estilo orientado para as pessoas

 

2.2- Outros ESTILOS de LIDERANÇA e seus efeitos
Relação entre cada estilo e os efeitos sobre o clima de trabalho e o desempenho

Estilo Visionário
Canaliza as pessoas para visões e sonhos partilhados. 
Tem um efeito muito positivo sobre o clima de trabalho. 
Efeito:   É apropriado para situações onde ocorra mudanças que exigem uma nova visão.

Estilo Conselheiro
Relaciona os desejos das pessoas com os objetivos da organização. 
Efeito:   Ajuda um empregado a ser mais eficiente, melhorando as suas capacidades de longo prazo.

Estilo Relacional
Cria harmonia melhorando o relacionamento entre as pessoas. 
Ideal para:
   Resolver e sarar conflitos num grupo; 
   Dar motivação em períodos difíceis
   Melhorar o relacionamento entre as pessoas.

Estilo Pressionador
Atinge objetivos difíceis e estimulantes. 
Efeito:   Tem um efeito por vezes negativo sobre o clima de trabalho pois é frequentemente mal executado.

Estilo Dirigista
Acalma os receios dando instruções claras em situações de emergência. 
É apropriado:
   Situações de crise
   Para desencadear uma reviravolta na situação
   Com subordinados difíceis.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

© Copyright © Kuriakos Negócios - Todos os direitos reservados - Proibida a cópia ...

Kuriakos Negócios 2018