Teoria das dimensões culturais

Seja um bom Líder

TEORIA DAS DIMENSÕES CULTURAIS

INTRODUÇÃO

Estamos a viver a Era da Globalização, a chamada “aldeia global”.
Importância da Capacidade de Liderar pessoas com Crenças e Valores bem diferentes.

Teoria cultural de GEERT HOFSTEDE

A teoria da cultura de Geert Hofstede baseia-se num dos maiores estudos sobre diferenças culturais.

Nos anos 70, a IBM (já uma empresa multinacional) recorreu a este estudo para tentar explicar porque é que as filiais (no Brasil e no Japão, por exemplo) continuavam a ser geridas de maneira muito diferente, apesar de todos os esforços desenvolvidos para pôr em prática procedimentos e normas comuns.

Hofstede procurou as diferenças no funcionamento destas empresas e chegou à conclusão que as diferenças identificadas advinham da cultura dos COLABORADORES e da cultura do país.

Hofstede descreveu então a cultura como,
“a programação colectiva dos espíritos que distingue os membros de um grupo humano do outro”.

De acordo com Geert Hofstede, “não existe um método de gestão universaL”

A própria palavra “gestão” tem diferentes origens e culturas nos países do mundo:
– Não pode ser isolado dos outros processos que decorrem na sociedade.

– Interage com aquilo que acontece a nível: # Familiar # Escolar # Político # Governamental
– Está relacionado com a religião e as crenças sobre a ciência.

Cultura Organizacional vs Cultura Nacional

Culturas Nacionais
Têm como elemento central os valores, adquiridos na família, na comunidade e na escola.

Culturas Organizacionais
Diferenciam-se pelas práticas, aprendidas a partir da socialização no ambiente de trabalho.

Modelo das dimensões culturais de Geert Hofstede

5 Tipos (Dimensões) de diferenças / perspectivas de valores entre as culturas nacionais:

1- Distância Do poder ( PDI )

É uma medida do quanto os membros menos poderosos de uma civilização aceitam e esperam distribuição desigual de poder na sociedade.

PDI = Nível de aceitação da sociedade de que o poder seja distribuído desigualmente.

Sociedades com alto PDI aceitam hierarquias sem resistência.

Sociedades com baixo PDI, as pessoas lutam para equalizar a distribuição de poder e exigem justificações para a distribuição desigual.

2- Individualismo versus colectivismo ( IDV )

Até que ponto as pessoas sentem que têm de tomar conta de si próprias, das suas famílias ou organizações a que pertencem. 

Esta dimensão indica se uma sociedade é:
Uma rede social sem relação entre os indivíduos
          Cada um é suposto interessar-se apenas por si mesmo,

Se ela oferece um tecido social fechado
          Os indivíduos se dividem entre membros de grupos e esperam que o grupo ao qual pertencem os proteja.

Alto IDV
Significa que as pessoas preferem um modelo de sociedade fragmentada
Ou seja, os indivíduos apenas cuidam de si e das suas famílias.

Baixo IDV:
Indica um sistema social integrado
Ou seja, as pessoas cuidam umas das outras em troca de lealdade.

3- Masculinidade versus feminilidade ( MAS )

Até que ponto a cultura é mais conducente do predomínio, assertividade e aquisição de coisas versus uma cultura que é mais conducente das pessoas, sentimentos e qualidade de vida.

Refere-se também em que medida o sexo determina os papéis dos homens e das mulheres na sociedade.

LADO MASCULINO     = Sociedade mais Competitiva
Indica preferência por uma sociedade de conquistas, heroísmo, recompensas materiais e assertividade.

LADO FEMININO         = Sociedade baseada em Consumo
Indica maior cooperação, modéstia, cuidado com os fracos e maior qualidade de vida.

4- Evitar a incerteza ( UAI )

Expressa o nível de desconforto da sociedade com a incerteza e ambiguidade.
Indica que a sociedade reage ao fato de não controlar o futuro.

Alto UAI
Indica crenças e comportamentos rígidos e intolerância com comportamentos e ideias não ortodoxos.

Baixo UAI
Indica que as sociedade são mais relaxadas e pragmáticas.

5- Orientação a longo prazo versus a curto prazo

Indica em que medida uma sociedade baseia as suas tradições sobre:
– Os acontecimentos do passado ou do presente, sobre os benefícios apresentados
– O que é desejável para o futuro.

RESUMINDO
Longo prazo serão os valores orientados para o futuro, como poupanças e persistência.

Curto prazo serão os valores orientados para o passado e o presente, como respeito pela tradição e                  cumprimento de obrigações sociais.

Para compreender a gestão num país, deveremos ter conhecimento e empatia com o cenário local.

No entanto, as pontuações do inquérito estatístico único levado a cabo por Hofstede farão com que todos tomemos consciência de que as pessoas noutros países podem pensar, sentir e agir de forma muito diferente, mesmo quando confrontados com problemas básicos na sociedade.

Baixo LTO
Indica FOCO em resultados rápidos e baixa tendência a economizar.

Alto LTO
Indica HABILIDADE para se adaptar em condições diferentes, tendência a economizar e a investir e perseverança na busca de resultados.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

© Copyright © Kuriakos Negócios - Todos os direitos reservados - Proibida a cópia ...

Kuriakos Negócios 2018