Liderança Transformacional

LIDERANÇA TRANSFORMACIONAL

Pontos

Procure ser melhor

Resumo

Baseia-se na liderança pelo exemplo e na capacidade de transformar os seus Colaboradores em Pessoas melhores.

Um líder transformacional é aquele que não só inspira os membros da sua equipa dando-lhes espaço para desenvolverem a sua criatividade, autonomia e capacidade de resolução de problemas, mas também é aquele que tem a capacidade de mudar comportamentos.

Temas

Um Líder é bem diferente de um gestor, bem como as suas capacidades.
Foco nos Resultados vs Foco nas Pessoas trazem resultados diferentes.
Teorias Contingenciais desloca a atenção da figura do líder para o fenómeno da liderança.
Teams diferentes requerem um comportamento diferente do Líder.

Resultados:

Adotando estas boas práticas, o líder pode assegurar que a equipa funciona como um relógio, contribuindo assim para o alcance dos objetivos da organização, numa relação win-win entre Colaboradores e Empresa.

© Copyright © Kuriakos Negócios - Todos os direitos reservados - Proibida a cópia ...

Kuriakos Negócios 2018

Modelo de Participação de Liderança

Modelo da Participação e Liderança

– Conjunto de regras para se determinar a forma e a quantidade de tomada de decisão participativa em diferentes situações.
– O modelo estabelece que o líder, após analise da situação, deve optar por um dos cinco estilos de tomada de decisão.

 

FATORES que INFLUENCIAM o ESTILO de LIDERANÇA

Características pessoais do gerente

– Personalidade, visão de mundo, do trabalho e da organização;
– Percepção de seu próprio papel e dos subordinados, competências etc.

Tipo de organização
– Grau de modernidade e complexidade,
– Grau de burocratização,
– Cultura organizacional,
– Experiencia acumulada,
– Prestigio;

A natureza do trabalho
– O tamanho do grupo
– A urgência e o fator tempo
– A maturidade profissional dos liderados.


* Monitorar significa ACOMPANHAR

 

TEORIAS NEO CARISMÁTICAS

Teorias Neo Carismáticas são aquelas que valorizam:
– Os comportamentos simbólicos e emocionalmente apelativos dos líderes;
– As explicações de como alguns líderes conseguem atingir altos níveis de compromisso por parte dos subordinados;
– A concepção da liderança com os olhos de uma “pessoa comum”.

São 3 os Estilos de Liderança que enfatizam:
– Liderança Carismática
– Liderança Transformacional
– Liderança Visionaria  

Liderança Carismática
Os liderados atribuem ao líder capacidades heroínas e admiráveis no exercício de liderança.

Líderes sensíveis para detectar limitações ambientais e necessidades de seus liderados

 

© Copyright © Kuriakos Negócios - Todos os direitos reservados - Proibida a cópia ...

Kuriakos Negócios 2018

Teorias Contingenciais

Teorias Contingenciais

Desloca a atenção da figura do líder para o fenómeno da liderança.

No aspecto transacional, estudam o intercâmbio de influência entre líderes e liderados:
Quanto mais positiva essa troca de valores, maior a satisfação, o desempenho e a identificação dos liderados com os objetivos da organização.

Três pilares fundamentais são:
LÍDER, LIDERADOS e a SITUAÇÃO

São 5 as teorias contingências sobre liderança:
            1 – Modelo de Fiedler

            2 – Teoria da Meta e do Caminho
            3 – Teoria Situacional de Hersey e Blanchard
            4 – Teoria do Recurso Cognitivo (Teoria da Troca entre Líder e Liderado)
            5 – Modelo de Participação e Liderança

1- MODELO DE FIEDLER
“ …Um estilo de liderança não é em si mesmo melhor ou pior do que outro, nem tampouco existe um tipo de comportamento em liderança apropriado para todas as condições.

Dessa forma, quase todo mundo poderia ser capaz de ter sucesso como líder em algumas situações e quase todo mundo está apto a falhar em outras…” (Fiedler, F. E. , 1967)

Ou seja:
– A eficácia da performance do grupo depende do ajuste entre o estilo do líder com seus liderados.

– Líderes com distintos estilos de comportamento.
– A relação entre o líder e os liderados define o grau de confiança, credibilidade e respeito que os subordinados têm para com o seu líder.
– A estrutura da tarefa determina o grau com que os procedimentos são estabelecidos no trabalho.

Líderes orientados para tarefa;
São mais eficazes em situações de extremidade, sejam elas, favoráveis ou desfavoráveis;

Líderes orientados para relações;
Têm maior eficiência em situações de dificuldade moderada.

O líder deve flexibilizar e ajustar o seu comportamento à situação.

2- TEORIA da META e do CAMINHO
A teoria enfatiza o relacionamento entre o estilo do líder, as características dos subordinados e o conjunto do trabalho.

O líder deve auxiliar/ajudar seus subordinados na concretização de suas metas, dando:
– Direcionamento,

– Esclarecimento,
– Apoio para alinhar as metas dos liderados com os objetivos globais da organização.

O líder pode afetar os anseios dos liderados, utilizando-se de estratégias que potencializam a eficácia e a motivação dos mesmos.

De acordo com a teoria do Caminho e da Meta, o líder precisa escolher diferentes estilos de liderança para lidar com as necessidades contingenciais de uma determinada situação.

2.1 QUATRO ESTILOS de LIDERANÇA
Estilo Diretivo
Estabelece diretrizes sobre padrões e para comunicar expectativa.

Efeito:
Afeta positivamente a satisfação dos liderados que trabalham em tarefas ambíguas, como as de relações públicas ou comunicação.

Afeta negativamente aos que trabalham em tarefas claramente definidas, como por exemplo, as de uma linha de produção.

Estilo de Apoio
Dá ênfase a demonstrar a preocupação com o bem-estar dos membros do grupo e desenvolver relacionamentos mutuamente satisfatórios;

Efeito:
Afeta positivamente a satisfação dos liderados que trabalham em tarefas insatisfatórias, stressantes ou frustrantes, como as atividades de atendimento ao público;

Estilo Participativo
Envolve a consulta aos membros do grupo para solicitar suas sugestões e então usá-las para tomar decisões;

Efeito:
Afeta positivamente a satisfação dos liderados que estão envolvidos pelo ego em tarefas não repetitivas, como as de um centro de pesquisa ou atividades de criação ou estratégicas;

 

Estilo Orientado pela Realização
O líder estabelece metas desafiadoras, promove a melhoria do trabalho, cria expectativas altas e espera que os elementos do grupo assumam responsabilidades.

Efeito:
Afeta positivamente a confiança de que o esforço levará ao desempenho eficaz dos liderados que trabalham em tarefas ambíguas e não repetitivas, como as atividades que envolvem projetos ou vendas.

3- TEORIA SITUACIONAL de HERSEY e BLANCHARD

Modelo é baseado em duas variáveis:
           1ª – O líder orienta as tarefas e o tipo de relacionamento que mantém com seus seguidores.

            2ª – Relaciona-se à maturidade dos subordinados.
(A maturidade está relacionada somente ao desempenho das tarefas, não refletindo idade.)

4- TEORIA do RECURSO COGNITIVO (Troca entre Líderes e Liderados)

Essência desta teoria:
O stress é inimigo da racionalidade.

A importância da inteligência e da experiência do líder difere nas situações de alta e baixa tensão.

Ou seja:
– O comportamento diretivo resulta em bom desempenho apenas quando vinculado à alta inteligência em de baixo stress;
– Nas situações de grande stress, existe uma relação positiva entre experiência no trabalho e desempenho;

© Copyright © Kuriakos Negócios - Todos os direitos reservados - Proibida a cópia ...

Kuriakos Negócios 2018

Grelha Gerencial

GRELHA GERENCIAL

Seja um bom Líder

GRELHA GERENCIAL

Blake e Mouton, em 1964, desenvolveram um modelo de análise comportamental dos líderes, conhecida por grelha gerencial e ainda hoje, é o modelo mais utilizado na formação de líderes.

O GESTOR ORIENTA a sua AÇÃO para DOIS ASPETOS FUNDAMENTAIS:

FOCO na produção
Preocupação com os resultados dos esforços subordinados, isto é, com os resultados da tarefa.

FOCO nas pessoas
Preocupação com as pessoas, sejam subordinados, colegas ou chefes.

Há uma grande atenção para com as pessoas, atendendo às suas necessidades e às suas expectativas.

Clube de Campo (1,9) 
A atenção cuidadosa à necessidade das pessoas para satisfazer os relacionamentos, leva a organização a uma atmosfera e ritmo de trabalho amigáveis e confortáveis.

Gerência em equipe (9,9)
A realização do trabalho/tarefas é de pessoas comprometidas; a interdependência través de um “interesse comum” no objetivo da organização leva a relacionamentos de confiança e respeito.

Gerência de Organização Humana (5,5)
O desempenho adequado da organização é possível através do equilíbrio da necessidade de conseguir trabalhar e manter a moral das pessoas num nível satisfatório.

Gerência Empobrecida (1,1)
Exercer esforço mínimo para ter desempenhado no trabalho exigido para manter a afiliação à organização.

Autoridade (9,1)
A eficiência em operações resulta em arranjar condições de trabalho de tal forma que elementos humanos interfiram o mínimo possível.

© Copyright © Kuriakos Negócios - Todos os direitos reservados - Proibida a cópia ...

Kuriakos Negócios 2018

O Lider Transformacional

LIDERANÇA TRANSFORMACIONAL

O LIDER TRANSFORMACIONAL É UMA PESSOA QUE:
1- Cria uma visão inspiradora do futuro.
2- Motiva e inspira as pessoas a se envolver com essa visão.
3- Gerência o fornecimento da visão.
4- Treina e constrói uma equipa, para que seja mais eficaz na realização da visão.

A DIFERENÇA ENTRE O GESTOR E O LÍDER
O gestor administra; o líder inova;
O gestor é uma cópia; o líder é um original;
O gestor mantém; o líder desenvolve;
O gestor concentra-se em sistemas e estruturas; o líder concentra-se nas pessoas;
O gestor confia no controlo; o líder inspira confiança;
O gestor tem uma perspectiva de curto prazo; o líder tem uma perspectiva de longo prazo;
O gestor pergunta como? Quando?; o líder pergunta o que? Porquê?
O gestor imita; o líder cria;
O gestor aceita o status quo; o líder desafia-o;
O gestor é o clássico bom soldado; o líder é ele próprio;
O gestor faz as coisas bem; o líder faz as coisas certas.

O GESTOR
Consiste em enfatizar restritamente na estrutura organizacional, direcionando e exigindo de seus subordinados índices de desempenho, tendo os próprios como membros de uma organização.

Ou seja:
Focam–se em resultados, comandam, expressam suas opiniões e, em geral, são seguidos porque são chefes.

O LÍDER
Representa uma figura insatisfeita com as metas e objetivos alcançados pela organização,
Sendo uma pessoa, que posiciona seus esforços no contexto emocional de seus liderados,
Desenvolvendo a auto motivação dos próprios,
Repassando uma autonomia de proprietários para seus liderados.

Ou seja:
Buscam atingir seus resultados por meio das pessoas,
Inspiram, ajudam a formar opiniões e são seguidos porque acreditam neles.
São iniciadores, influenciadores e motivadores.

TRABALHO do LIDER TRANSFORMACIONAL


1- CRIA uma VISÃO INSPIRADORA do FUTURO
Visão dá direção e define as prioridades.
Para criar uma visão, os líderes focam-se nos pontos fortes de uma organização.

1.1) Usa ferramentas de analise para conhecer bem a situação atual.
– Cinco Forças de Porter, Análise PEST, Análise SWOT, entre outras…

1.2) Pensa como a sua atividade profissional deverá evoluir, e como os seus concorrentes irão reagir perante essas mudanças.

1.3) Pensa em como inovar com sucesso, para que os seus negócios e estratégias tenham sucesso no futuro.

1.4) Testa a sua visão com pesquisa de mercado adequado, sempre avaliando os principais riscos.

1.5) Tem uma liderança pró-ativa.
– Na resolução de problemas,
– Olhando para frente
– Não fica satisfeito com as coisas como elas são.

É o líder quem define a visão e por isso deve de a fazer de forma interessante, atraente e convincente.

Uma visão que as pessoas possam ver, sentir, entender, apaixonar-se e abraçar a visão.

Uma visão rica e clara do futuro, contada e explicada de forma que todos possam se relacionar por ser significativa para elas.

2. MOTIVA e INSPIRA as PESSOAS
A visão convincente fornece a base para a liderança.
Mas é a capacidade do líder para motivar e inspirar as pessoas que irá ajudá-los nessa visão.

Exemplo
Num projeto novo, todos estão motivados e animados com o líder do projeto.
Mas, quando aparecem os desafios e dificuldades, e se torna difícil de encontrar maneiras de manter a visão viva e inspiradora, o entusiasmo inicial tende a desaparecer.
Especialmente se for preciso se fazer mudanças significativas na maneira que eles fazem as coisas.

Os líderes transformacionais reconhecem isso, e eles trabalham bastante em uma base contínua para conectar a sua visão com as necessidades individuais das pessoas, seus objetivos e desejos.

TEORIA DA EXPETATIVA
Os líderes eficazes ligam duas expectativas diferentes:
– A expectativa de que o trabalho duro leva a bons resultados.
– A expectativa de que bons resultados levam a recompensas ou incentivos atraentes.

Isso motiva as pessoas a trabalhar com bastante dedicação para alcançar o sucesso, porque esperam para desfrutar de recompensas.

A força da tendência para agir de determinada maneira depende da força da expectativa de que a ação trará determinado resultado, e da atração que este resultado exerce sobre o indivíduo.

O que é a motivação?
A motivação pode ser definida como a força propulsora que está por trás das ações de qualquer pessoa (motivo, desejo) e que define a conduta do indivíduo.

A motivação é o estímulo que nos faz superar os dias maus.
É aquela certeza interna de que tudo vai ficar bem, mesmo que olhando ao nosso redor só vejamos um aglomerado de coisas más.

TEORIA da EXPECTATIVA
Consiste no entendimento de que:
Esforço Individual   =>   Desempenho Individual   =>   Recompensas Organizacionais   =>   Metas Pessoais

3. DÁ AUTONOMIA na GESTÃO da VISÃO
Esta é a área de liderança que diz respeito à gestão.

O Líder deve de garantir que os seus liderados têm e sabem o necessário para poderem realizar a visão com êxito.

METAS de DESEMPANHO
É fundamental para que todo o team esteja ligado à visão global.
Para garantir que tudo aquilo que é suposto de acontecer, realmente acontece.

O Líder precisa de GERIR as MUDANÇAS de forma eficaz.
Para garantir que as alterações necessárias para realizar a visão são implementadas de forma suave e profundamente, com o total apoio da maioria das pessoas afetadas.

4. TREINA e CONSTRÓI um TEAM

Para um Líder Transformacional conseguir construir um Team, ele deve de pensar no:
– Desenvolvimento Individual
– Desenvolvimento do Team

Para desenvolver uma equipe, os líderes devem primeiro compreender a dinâmica da equipe.
Se têm as habilidades necessárias para fazerem o seu trabalho e garantirem a visão.

O Líder consegue isso por:
– Dar e Receber Feedback.
Através de relatório, diálogos, brainstorming, etc.

– Formação e Treinamento de pessoas
Para melhorar o desempenho individual e da equipe.

– Procura de potencial liderança nos outros
Cria-se um ambiente de continuo sucesso a longo prazo através do desenvolvimento das habilidades de liderança de elementos do team.

Nota:
Líder vs Gestor
As palavras “líder” e “liderança” são muitas vezes utilizados de forma incorreta para descrever pessoas que são “de gestão”.
Até podem ser altamente qualificados, bons no que fazem, e valiosos para suas organizações, mas isso só os torna excelentes gerentes, e não líderes.

Delegar uma tarefa a um gestor e se esperar os resultados de um Lider é um ERRO

Delegar uma tarefa a um LÍDER e se esperar os resultados de um GESTOR é um ERRO

© Copyright © Kuriakos Negócios - Todos os direitos reservados - Proibida a cópia ...

Kuriakos Negócios 2018